+351 916 868 984 visimelp@ese.ipsantarem.pt

Normas para textos completos das Comunicações

Mais informações serão publicadas em breve para os autores que participam na modalidade poster.

 

Normas para textos completos das Comunicações

O(a) autor(a) deve entregar os originais diretamente aos coordenadores do simpósio em que participa até, no máximo, o dia da apresentação no seu trabalho. Deve ser enviada uma versão do texto em 2 arquivos eletrónicos (.DOCX/.DOC e .PDF), para o email dos coordenadores.
A preparação do texto deve obedecer aos seguintes parâmetros:

Fonte Cambria (corpo), tamanho 12, espaçamento 1,5 entre linhas no corpo do texto, tamanho da folha A4 (21 cm x 29,7 cm), margens superior e inferior de 2,5 cm, margens esquerda e direita de 3 cm e extensão total de 15 a 20 páginas, incluindo referências bibliográficas e anexos e/ou apêndices.

Layout: Normas_Comunicacao_textocompleto

 

Estrutura do trabalho

Para elaboração do texto completo da comunicação, o(a) autor(a) deve obedecer à seguinte sequência:

– Indicação no número do simpósio;

– Título em maiúsculas e minúsculas e em negrito, centralizado na primeira página, em espaçamento simples entre linhas;

– Nome(s) do(s) autor(es) por extenso com apenas o último sobrenome em maiúscula, alinhado(s) à esquerda, com espaçamento simples e duas linhas abaixo do título;

– Filiação científica do(s) autor(es), na linha abaixo do nome, em que deve constar: nome da universidade (em sigla), da faculdade ou instituto (por extenso) e do departamento (por extenso), email, cidade, país, nesta ordem;
– Resumo: texto de, no máximo, 250 e, no mínimo, 150 palavras, contendo resumo do texto precedido da palavra Resumo, em negrito, duas linhas abaixo do nome do autor, em espaçamento simples;

– Palavras-chave, no máximo de cinco, separadas por ponto-e-vírgula, precedidas do termo Palavras-chave, em negrito, mantendo-se o espaçamento simples, duas linhas abaixo do resumo;

– O corpo do texto inicia-se duas linhas abaixo das palavras-chave, em espaçamento 1,5; subtítulos correspondentes a cada parte do trabalho, referenciados a critério do autor, devem estar alinhados à margem esquerda, em negrito, com dois espaços duplos depois do texto que os precede e um espaço duplo antes do texto que os segue;

– Referências, sob o subtítulo Referências Bibliográficas alinhado à esquerda, em negrito, devem ser mencionadas em ordem alfabética e cronológica, indicando-se as obras de autores citados no corpo do texto, separadas por espaço simples, duas linhas abaixo do término do corpo do texto e segundo as normas APA (6.ª edição).

Manual de apoio APA 6th: http://www.apastyle.org/

 

Orientações gerais do estilo APA 6.ª edição

I‐ Citação no texto

Direta:

A citação direta inclui sempre: autor e ano de publicação; aspas para identificar exatamente as palavras do autor; páginas ou número de parágrafo para os casos em que não apresenta página.

Ex.: “A avaliação tem função primordial para o ensino de língua materna, não podendo banalizar-se diante da ideia corrente de um sistema avaliativo apenas visto como medida, como quantificador do conteúdo percebido pelo estudante” (Gonçalves & Nascimento, 2010, p. 248).

 

Parafraseada:

A citação indireta ou parafraseada inclui: autor e ano da publicação.

Ex.: Na perspetiva de Suassuna (2012), o trabalho avaliativo a desenvolver com os alunos deve passar pela problematização de aspetos linguísticos e discursivos da sua produção textual …

 

II – Referências bibliográficas

Todas as citações referidas ao longo do texto devem constar na lista final de referências bibliográficas, que deve ser organizada alfabeticamente pelo apelido do (primeiro) autor. Nos casos em que não se conhece a autoria, a organização faz-se alfabeticamente pelo título da obra. Utilização de avanço pendente (1,25 cm) e espaçamento 1,5 cm entre linhas.

 

Alguns exemplos:

 

Livros, obras de referência e capítulos de livro:

De um a cinco autores:

Gonçalves, P. (2011). A génese do português de Moçambique. Lisboa: Imprensa Nacional Casa de Moeda.

Geraldi, J. W. (1998). Da redação à produção de textos. In J. W. Geraldi & B. Citelli (Eds.), Aprender e Ensinar com Textos. Volume 1 (2nd ed., pp. 17–24). São Paulo: Cortez Editora.

Azevedo, C., & Tardelli, M. (1998). Escrevendo e falando na sala de aula. In J. W. Geraldi & B. Citelli (Eds.), Aprender e Ensinar com Textos. Volume 1 (2nd ed., pp. 25–47). São Paulo: Cortez Editora.

 

De seis a mais autores:

Indicam-se até sete autores. Se o número de autores for 8 ou mais, cite o nome dos 6 primeiros, seguido de reticencias e o nome do último autor.

Alberts, B., Bray, D., Lewos., K. Raff, M., Roberts, J., Watson, J. D. (1994). Molecular biology of the cell (3rd ed.). New York. Gatland Publishing.

Gilbert, D. G., McClernon, J. F., Rabinovicj, N., Sugai, C., Plath, L., Asgaard, G., … Bostros, N. (2004). Effects of quitting smoking on EEG activation and attention last for more than 31 days. New York: Gatland Publishing.

 

Revistas:

Vieira, F., & Basto, O. M. (2013). Em Busca de uma Avaliação mais Educativa. Meta: Avaliação, (13), 98–125.

 

Teses/Dissertações:

Queiroz, D. M. de. (2010). A Avaliação Como Acompanhamento Sistêmico da Aprendizagem. Tese de Doutoramento em Ciências da Educação. Coimbra: Universidade de Coimbra, Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação. Retrieved from http://bit.ly/25Xywzm

 

Notas
As notas devem ser reduzidas ao mínimo e colocadas em rodapé da página; as remissões para o rodapé devem ser feitas por números, na entrelinha superior, após o sinal de pontuação, quando for o caso.

 

Anexos e/ou Apêndices

Quando imprescindíveis à compreensão do texto, devem ser incluídos no final do texto, após as referências bibliográficas, incluídos no limite de 15 a 20 páginas.